segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Via sacra VFX - 6 Fev11

by Carlos fernandes



Este domingo estava combinado a reunião de um grupo do CBTTTL junto à praça de toiros de VFX, o Carlos Fernandes, o Luís Mendes, o Zé Carlos, o João Aires e o Zé do Pinhal Novo. À hora marcada cheguei ao local, aparecendo de seguida o Luís Mendes com a bike trocada. Passados uns minutos chegou a Ramona e os seus três tripulantes. Como o Luís mora em Alhandra, foi directo trocar a bike de estrada pela de BTT e esperou por nós junto ao viaduto de Alhandra. Nós arrancamos e deparámos logo com a primeira parede, em mau estado de conservação, com muitos buracos e sem reboco.... Teve início aí a via Sacra! Encontrámos de seguida o Luís Mendes em Alhandra e seguimos caminho pelos montes de sub-serra em direcção às antenas eólicas próximo de Arruda. Entretanto o Luís no cimo dos montes de sub-serra decidiu abortar a sua participação e virou para trás. Depois de algum sacrifício da minha parte consegui chegar às antenas eólicas onde o gang da Ramona já me esperava. Metemo-nos a caminho por zonas onde já passei em tempos mas não sei o nome, rumo ao Cabeço da Rosa, sempre com um grau de dificuldade apreciável. Passamos por sítios espectaculares, a manhã estava esplendida muito agradável para a prática da modalidade. Encetámos o caminho de regresso até ao carro, tendo o gang da Ramona imprimido o seu ritmo, eu fui ficando para trás, pois as cãimbreas já me chateavam pela terceira vez e segui directo para casa.

Foi um passeio agradável, bem puxadinho, mas valeu a pena pelo esforço e pelo grupo.

1 ab

Carlos Fernandes

7 comentários:

Outsider disse...

Boa tarde Carlos,

Eu sempre ouvi aos Bttistas ...

- Se está a doer está a fazer bem!

- Se te enganares e não souberes o caminho é sempre a subir! eh eh eh

Epero que tenha sido fixe!

1 Abr.,
FF

DCB disse...

eheheh... o pessoal da ramona não perdoa!
Havia muita lama por esses lados? Por acaso daqui a umas semanas temos que lá ir

PS: não se esqueçam que este fds tudo indica que a malta vá até à Arrábida.

abrç

DCB

Paulo disse...

Luís,

Devias ter vindo comigo, com o Emanuel e com o Galamba. Fizemos estrada até St. Estêvão.

Por esta altura ainda deves andar com o tripé de soro, eh, eh, eh...

É sem dúvida uma volta muito fixe, espero voltar lá...de mota, eh, eh, eh!

Abraço,

Charbel

joao aires disse...

Boa noite.
Charbel nao sejas mau pois a volta e acessivel a todos o rapaz e que ficou com o sindroma do Ze carlos.
Eu ja disse o Ze carlos espanta a malta toda,se continua assim ninguem anda com ele.

DCB disse...

Sim, essa volta até se faz bem! Tem 2 subidas durissimas (a 1ª logo em Alhandra até à pedreira/cimenteira e depois aquela até às antenas eolicas). O restante é dentro do normal. E até tem 3 descidas brutais... a puxar pela kit de unhas.
Quando fui com o Bruno regressámos a Alhandra por uma calçada antiga no meio do monte, sempre a subir, com inicio num aglomerado de casas. Muito fixe, por entre as arvores mas também durinha!
Já se sabe que para disfrutar ao máximo é preciso um pouco de sacrificio. Depois também sabe muito bem chegar ao fim!

Zé Carlos disse...

Companheiros,
Fico triste quando me colam uma certa imagem, acredito que a zona tenha uma dificuldade física nível 4-5, não foi necessário massagens cardíacas, ou outro tipo de assistência. Sugiro no entanto para andar naquela zona é necessário um mínimo de preparação o percurso tem alguns troços técnicos e umas subidas durinhas. Ouvindo e lendo alguns comentários vou cada vez mais que optar por andar sózinho ou com aqueles que tenham o espírito de sofrimento mais desenvolvido.
Quando começa a doer como diria alguém "treina que isso passa".
Um abraço

joao aires disse...

Boa noite.

Ze carlos como ja te tinha dito no domingo aquele comentario e pura brincadeira no entanto podes contar comigo para andar pois cada vez me sinto com mais espirito de sacrificio.Fui.

Um abraco.