quarta-feira, 21 de abril de 2010

SRP 160 - 18 Abr

by Sérgio Silva

Um Dia na Lama

No início do ano tinha pensado em participar no SRP160, assim como no GeoRaid dando sempre prioridade ao Geo Raid. Quando divulgaram as datas do SRP160, verifiquei que a ultra maratona se realizava no fim de semana a seguir ao Geo Raid. Falei com o pessoal e disse que não ia participar no Serpa 160, pois se o fizesse em apenas dois fins de semana fazia cerca de 340 Km`s de btt e que possivelmente não estaria recuperado do Geo Raid. O pessoal com quem pedalo durante a semana compreendeu, e assim excluímos a ultra maratona dos nossos planos.O Hugo também concordou mas ficou a matutar na referida maratona. Entretanto uma semana após o fecho das inscrições, o Hugo recebe um mail da organização do SRP160 de que as inscrições iam reabrir durante 48 horas, isto duas semanas antes de participar no Geo Raid. O Hugo reencaminha o mail para mim, mail esse que eu nem respondi e que passadas algumas horas o homem telefona-me a perguntar se tinha recebido o tal mail e disse-me:
- Epá já estou inscrito para o Serpa 160.
- Tu és mas é um granda maluco, então e vais com quem?
- Vou sozinho!!- ... epá está-me a custar deixar-te levares um empeno desses sozinho!
- Se quiseres eu faço a tua inscrição.
- ... epá tá bém que se lixe, isto mais empeno menos empeno ...

Assim no passado dia 17 de Abril, participamos no Serpa 160 km`s a nossa primeira ultra maratona em que a água, lama e um sobe e desce constante foram os principais obstáculos dos mais de 300 aventureiros. Com as chuvadas que se fizeram sentir durante toda a semana já estávamos a contar que os caminhos estivessem degradados, mas não tanto como o que viemos a encontrar, mal entramos nos trilhos, apercebemo-nos que apesar do acumulado desta prova não ser muito alto, iríamos ter muita dureza pela frente. Os pneus colavam-se ao solo, mesmo em plano tínhamos que fazer força constante nos pedais, a bicicleta não embalava. A juntar a isto os inúmeros riachos que se tinham transformado em ribeiras. Alguns deles com água até à cintura. E que fresca estava a água !!! Quando não era a água eram as poças de lama, algumas delas os sapatos desapareciam, tentei passar uma montado na bike, mas a roda da frente ficou enterrada até ao eixo e quando coloquei o pé no solo fiquei também enterrado até aos joelhos. Apesar das dificuldades, a nossa moral continuava alta ao ponto, em que faltavam 50 km`s para o final o Hugo diz que só faltava meia maratona e que fazíamos os 50 km`s num instante, tal era a moral do homem. Apartir desta altura já não me conseguia alimentar pois o meu estômago já não recebia mais géis e barras, ainda assim mantivemos sempre um bom ritmo econseguimos chegar ao fim com a mesma velocidade com que partimos.No final estava-mos satisfeitos pois conseguimos chegar ao fim que era oobjectivo principal, comprindo a distância em cerca de 8 horas, e quem sabe no próximo ano voltarmos a Serpa para cumprir a distância dos 160 Km`s, pois a organização devido às chuvas que se fizeram sentir durante a semana que antecedeu o evento obrigou a organização a encurtar a distância em 10 km`s porque os caminhos estavam completamente submersos. Ainda assim não deixou de ser uma ultra maratona.
As classificações

1 -Vitor Gamito 06:10:45
2 - Tiago Nuno de Freitas Ramalho da Silva 06:20:19
3 - Helio Ramos 06:23:18
4 - Ricardo Nuno Valverde Bajouco Figueiredo 06:23:50
.
.
72 - Sérgio Gonçalves da Silva 08:18:34
73 - Hugo Tito Cordeiro 08:18:37
.
.
161 - João Augusto Marques de Almeida 09:52:30
162 - Joao Paulo Matos Heitor Canas 09:52:33

Podem ver mais detalhes em http://www.srp160.com

Sérgio Silva

5 comentários:

Hugo disse...

Boas,

Fazer o SRP 160 era um objectivo que já tinha há muito planeado, apesar de me ter inscrito atempadamente, o facto a malta ir fazer o GEO-RAID sabia que fazer esta prova na semana seguinte ia ser complicado. Ainda para mais por motivos profissionais, às sextas chego a casa à meia-noite pelo que descansar convenientemente torna-se complicado.

Ir ao Passeio da malta de Mação deu-me mais confiança, porque me permitiu-me avaliar a minha condição física após uma noite mal dormida. Mas as inscrições para o srp160 estavam fechadas...

Na semana seguinte ao passeio recebo o dito mail e impulsionado pela minha miúda inscrevo-me.... Felizmente o mister não me abandonou e com 3 horas dormidas e ele pouco mais, saímos da nossa aldeia às 5 da matina direitos a SERPA.

Depois foi pedalar um terreno duro com muita agua que nem parecia Alentejo.

No geral td correu bem não houve quedas, apenas a minha grade de bidon tava mal apertada e obrigou-nos a uma pequena paragem.

Tive uma ligeira quebra por volta dos 70KM vitima do ritmo forte o Sérgio vinha a impor, mas consegui recuperar. Dos 80 aos 120 KM iamos muito bem ao ponto do Sérgio lembrar para ter cuidado com o entusiasmo.... Pelo que abrandamos ligeiramente o ritmo, ainda para mais ele não tava a conseguir alimentar-se e havia o perigo de levar com o homem do martelo.

Tal não aconteceu, no final ainda tivemos um pequeno stress com uma marcação, mas chegamos ao final felizes e contentes!!!!


Durante o percurso passamos por zonas remotas onde até fazia confusão viver ali alguém mas volta na volta lá aparecia um monte, o mais estranho foi mesmo uma escola primária no meio do nada... Aconselho vivamente é de facto um excelente passeio.

Abraço
HCordeiro

Daniel C. Brites disse...

Então com isso tudo só fizeram 150kms..!.!!.!.!

Bolas, que desilusão!

Hugo disse...

Espero que para o ano a organização tenha o bom senso de fazer o SRP 170, para compensar aqueles que se este ano se sentiram defraudados!!!!!

Paulo disse...

Fónix...estou cansado só de ler a crónica!

Para o ano vou também, posso lecvar o Jipe, não posso?

Ó Hugo, afinal ao contrário do que a organização pensava tu não és sonâmbulo, apenas estavas com muito sono, eh, eh, eh...

Abraço,

Charbel

Galamba disse...

Pessoal, os meus parabéns a todos os que participaram, pois fazer 150 Kms,vai lá vai.
Um abraço e continuem assim.
C.Galamba