terça-feira, 6 de abril de 2010

Uma volta "penosa".

By Galamba


Bom dia, pessoal,

No passado Domingo, eu, o Fernando e o Charbel fomos até St. Estêvão fazer estrada.

Na recta para o Infantado, iamos a uns loucos 20 Km/h, a rolar de cabelos ao vento, na boa, mas entretanto passou um grupo de vários ciclistas de estrada e o Fernando e o Charbel ficaram possuídos pelo demónio, iniciando uma perseguição digna de um filme policial! São uns invejosos, não podem vêr ninguém a passá-los. Entretanto perdi-os no horizonte, até que tiveram que voltar para trás, para virem ao meu encontro.

Lá íamos na calma outra vez e eis que passa mais um grupo por nós. Desta vez era o Hélder mais uma rapaziada dele, incluindo uma moça novinha para aí com 18 anitos talvez, mas todos em bikes de BTT. Nisto o Charbel desafia-me a acompanhar o grupo para não perder o comboio, caso contrário seria uma “desonra” para o clube, eh, eh.

A muito custo, lá fui aguentando à velocidade “estonteante” de 25 Km/h, até ao cruzamento para St. Estevão, onde o grupo do Hélder virou à esquerda e nós seguimos em frente até ao Biscainho.
O pior foram as 3 subidas que se seguiram e que deram cabo de mim. Mas não parti!
O Charbel e o Fernando deixei de os ver outra vez, pensaram que eu tinha ido com o Hélder e só pararam no cruzamento situado na recta entre St. Estêvão e Benavente, pelo que acabaram por vir ao meu encontro outra vez.

Na Coutada Velha separámo-nos do Fernando que seguiu para Benavente.
Quando pensava já estar livre do meu “calvário”, eis que surge de novo o grupo do Hélder que havia passado por Benavente. Lá tive que me esforçar novamente para tentar colar-me à roda da miúda até Samora, mas a meio da várzea dei o “peido”, já não dava mais!

Acabou por ser uma boa volta, mas para mim foi penoso pois já não andava há quase dois meses.


Um abraço.

Carlos Galamba

6 comentários:

Trilhos da Lezíria disse...

Olá,

Meu caro Galamba, lamento informá-lo que a dita moça não tem 18 anitos mas sim 13, eh, eh, eh!

Sugiro que comece a treinar de uma vez por todas, caso contrário até o meu filhinho Simão de 6 anitos o vai ultrapassar, eh, eh, eh!

Posso informar que ele já se iniciou em grande estilo a fazer BTT com o papá e aguentou 8 Km até que tive que acabar com a brincadeira! Quando ele chegou a casa até disse à mamã, que já conseguia andar mais do que o amigo do papá......o Galamba, eh, eh, eh!

Grande abraço,


Charbel

Alcides disse...

ganda galamba

é só sofrer com esses tipos tens ke começar a levar motor auxiliar senão o homem do martelo não te larga

1ab

PauloMV disse...

Estou para ver quando eu voltar ao activo...

PV

Daniel C. Brites disse...

Paulo Vasconcelos...

uma palavra de apoio para ti: podes sempre apanhar a revessa da miuda de 13 anos!

Se for muito violento podes sempre ir na cola do Galamba, tens é que ter cuidado com o pó ou cuidado para não cair para o lado...eheheh

DCB

Vasco disse...

Galamba, infelizmente sei bem o quanto custa não estar em forma e mesmo assim querer acompanhar o resto do pessoal.

Nas últimas volta que efectuei, decidi que em vez de fazer os 50/60/80 Km (nº que o pessoal está habituado a fazer) fico-me pelos 40km.

Assim já chego a casa com outra disposição :)

Abraço,

Anónimo disse...

isto é so tenrrinhos...
entao eu que pensei que este pessoal andava nas horas...eu nao poderei andar mais de bike, mas acho que vou comprar um triciculo, para nao cair mais :-)e assim acompanhar-vos eh eh eh..