quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Passeio de St Estevão - 26.09.10

Boas,

este passado domingo o CBTT TL participou no passeio de St Estevão com 8 atletas: Daniel, Eduardo, Sr Domingos, Fernando Costa, João Aires, Carlos Fernandes, Zé Latas e Luis Mendes. Participámos nos 50kms num percurso interessante embora muito soft pois apenas a parte inicial na Mata do Duquer era mais dura, o restante eram estradões. Havia alguma areia também e no final fizémos a famosa descida do campo de tiro. Correu tudo bem, sem acidentes ou contratempos tirando o facto de eu, Fernando, Aires e Carlos vinhamos a andar bem e nem vimos a ultima separação entre 30kms e 50kms e viémos pelo ultimo troço dos 30kms. Fizémos menos 3 kms e parece que perdemos uma volta de ferry... mas ganhámos mais tempo para beber umas minis no final no café da Sociede Filarmónica juntamente com o pessoal amigo do Motoclube de Lisboa.
O passeio estava relativamente bem organizado, mais de 150 participantes, e acabou por ser uma manhã bem agradável.

DCB

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

VOLTA NOCTURNA - 24/09/2010

By Charbel

Olá a todos,

Na passada 6ª feira demos sequência à recente série de voltas nocturnas, tal o sucesso alcançado nas edições anteriores. Claro que tal sucesso se deve à bela "mine" e aos petiscos que de vez em quando degustamos, se a oportunidade surgir!

Compareceram nesta volta a nossa delegação de Lisboa representada pelo grande Pégaso e onde se incluíam alguns amigos do Motoclube de Lisboa. O Hélio (repetente), o Capitão e o Xavier. Da delegação de Vila Franca de Xira recebemos a nossa mais recente "contratação", o meu amigo de longa data Carlos Valente. Do Porto Alto a nossa delegação enviou-nos o Carlos Galamba, de Benavente compareceu o Fernando Ferreira e por fim eu próprio em representação da delegação de Samora Correia.

Como habitualmente  o Pégaso brindou-nos com a música da sua mega-lanterna com leitor de Mp3, não faltando o já célebre "Tarzan Boy" do malogrado Baltimora, eh, eh, eh....
Para o Carlos Valente, tratava-se da sua estreia em BTT (um pouco mais a sério) e logo numa volta nocturna. Isso fez-se "sentir" literalmente, pois o Carlos quando iniciou o primeiro troço do singletreck do canal, ia um pouco assustado com o cenário encontrado e com receio de cair no canal, ia constantemente a sair do trilho, pisando os perigosos rasgos na lama seca. Apesar dos meus insistentes alertas, ele insistia em pisar o terreno perigoso e em consequência disso, o pneu prendeu num dos rasgos originando um tralho monumental (de nota 8.9), felizmente sem consequências físicas, visto que hoje (Domingo) fez 90Km em estrada comigo e não lhe ouvi uma única queixa!!!??? É um "duro" disso não tenho dúvidas.

Lá prosseguimos sem grandes sobressaltos até à Aldeia-do-peixe onde parámos para o primeiro abastecimento. A "ramboia" era tanta junto à fonte, que desta vez um dos moradores da pacata aldeia, teve de vir à rua e muito educadamente (há que dizê-lo) pediu-nos para não fazermos tanto barulho,  pois acabávamos por acordar o seu bébé.
De facto o ambiente é sempre de festa e o pessoal "passa-se" um bocadinho, eh, eh, eh...
Mais à frente somos atacados por um cão feroz, que rapidamente abandonou o local depois de levar um valente grito nas orelhas, eh, eh, eh, felizmente para nós que não era o Chupa-cabras, pois estávamos prestes a entrar no seu território, eh, eh, eh.
Uns metros mais à frente eu torno a gritar, mas desta vez para avisar os meus companheiros estreantes da existência de um "poço" de areia. Tarde demais, eu a acabar de avisar e o Hélio em grande estilo a voar, mas nem o facto de ser piloto aviador lhe valeu, aterrando com enorme estrondo! O som foi horrível e logo de seguida era vê-lo a gritar com dores e a dizer que tinha partido as costelas. A princípio ainda acreditámos mas depois vimos logo que era para "os apanhados", eh, eh, eh...
Agora a sério, o tralho foi mesmo mau, mas também um tipo cair por causa da areia e ir aterrar no chão duro como pedra...
Como o homem estava a reagir bem, prosseguimos pelo trajecto habitual e já à entrada de Benavente fizemos um sprint brutal a mais de 40 KM/h que desfez de vez o pelotão de tal forma que tive de me sentar num banco de jardim enquanto esperávamos pelos últimos, fónix!

Chegámos por fim a Samora Correia, onde a preocupação seguinte foi a de chegar ao Finex e degustar as suas bifanas acompanhadas da bela imperial.
Giro, giro foi ver o Capitão a protestar com o Finex, pois queria maionese e Coca-cola, eh, eh... Vê-se mesmo que o homem não é cá da terra e não compreende como é que aquilo funciona, eh, eh, eh! É uma sorte termos as bifanas à nossa espera, a horas impróprias.

Posteriormente falei com o Pégaso para me inteirar do estado do Hélio, e fiquei a saber que o homem está com dores mas em princípio não terá nada partido. Estas foram as palavras do Pégaso: - Ah e tal, ele está em casa a tomar comprimidos para as dores e tem uma costela um bocado lixada, mas não há problema porque ele já está habituado a partir ossos, tass bem... -

Por hoje é tudo, obrigado e bom dia!

Abraço,

Charbel

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

15 kms Benavente

By Fernando Ferreira

O Fernando Ferreira participou no passado domingo dia 19 Setembro nos 15kms de Benavente representando o CBTT Trilhos da Lezíria. Mas calma... não foram 15kms de bike (coisa de meninos), foram 15 kms a correr!!!! E o homem chegou ao fim!

Aqui está o relato na 1ª pessoa:

"OS 15Km foram qb. devido ao calor e a algumas subidas existentes que me fizeram um pouco de mossa na parte final.


Vinha embalado para fazer uma 1h.15m ou 1h.20m e colocar o Clube "BTT Trilhos da Lezíria" num lugar honroso, mas o calor que se fazia sentir(a partida deu-se ás 10.30 onde já se fazia sentir mto calor) deu-me cabo do canastro ao Km 13. Tive que parar com cãimbras e recuperar. Acabei por fazer 1h.37m.04 (Posição 334 com 1h.37m.04 – BTT Trilhos da Lezíria)


Está no doc em anexo ou podes consultar em:

http://www.slideshare.net/15kmBenavente/class-15km-benavente2010geral

Abraço,

FF "

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

XCM - Maratona Évora

by Sergio Silva

No passado Domingo eu, o Hugo Cordeiro e o Tiago Gomes deslocamo-nos a Évora para participar na IV Maratona de BTT da já referida cidade, a contar para a Taça de Portugal de Maratonas.

O percurso como já era de esperar foi bastante duro devido às subidas e descidas umas após as outras, um verdadeiro parte pernas.
Na minha opinião eu adorei este percurso, pois tinha um pouco de tudo desde areia solta, pedras grandes e pequenas, subidas íngremes e respectivas descidas em que algumas eram rápidas e técnicas e outras técnicas e lentas, onde existiram também single tracks muito bons.

Quanto à organização que esteve a cargo do Grupo Desportivo Santo António de Évora, posso dizer que estiveram muito bem, sempre prestáveis nos abastecimentos, onde existia sempre bastante água, o percurso muito bem marcado e sinalizado nas zonas mais perigosas.



Para finalizar as nossas classificações foram razoáveis, em que:


1º Classificado: Arlindo Gaspar fez o percurso em 4H:20M:50S
2º Classificado: Miguel Teixeira Duarte fez o percurso em 4H:32M:36S


8ª Classificado: Sérgio Gonçalves da Silva fez o percurso em 4H:57M:54S

26º Classificado: Hugo Tito Cordeiro fez o percurso em 5H:25M:45S

31º Classificado: Tiago Alberto Pacheco Gomes fez o percurso em 5H:41M:10S


Podem consultar mais elementos da prova em:

www.gdsantoantonio.com/maratona


Abraços e continuação de boas pedaladas,

S.S.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

3ª Maratona da Sopa de Pedra - Almeirim

Este domingo (19 Set) realizou-se em Almeirim a maratona da Sopa de Pedra. O CBTT Trilhos da Lezíria esteve presente com 4 elementos: Daniel, Carlos Fernandes, Bruno V., Luis Mendes. Também lá estavam o Pedro Romão e o Orlando da Ribapedal, o Luis Leal dos Rasgas e o pessoal do SBT. Nós fomos todos para os 40kms e só posso dizer que nunca tinha feito uns 40kms (meia-maratona) tão exigentes: bastantes subidas, singletracks e alguma areia solta. Não foi um percurso extremamente duro mas também não estava acessivel a todos os 700 inscritos. Era necessário o minimo de preparação e o minimo de técnica e houve muitas desistências. Mas foi realmente bom... muito bom mesmo! Estava um pouco mal marcado em alguns locais, pois usaram cal e com a passagem dos bttistas esta desaparecia e originou algumas confusões, principalemente nos 80kms. De resto foi bastante bom (assistências, almoço, banhos, etc).
Em termos de classificação nem vale a pena falar pois além de partirmos no fim do pelotão o Luis, que era estreante mas que esteve muito bem, foi ao seu ritmo e eu acompanhei-o e depois ele compensou pois furei e estivemos quase 20 minutos parados. Agradeço a ajuda dele, do Luis Leal e do papel higiénico do colega dele (não... não era para isso... serviu para limpar o liquido do pneu tubless). Depois o colega do Luis Leal também caiu e foi mais uma paragem.

Saliento o facto do vencedor dos 80kms ter sido... Nuno Vicente (que é de Samora mas que corre pelo CC Salvaterra). Fez 3:02 (menos 30 minutos que eu... só que eu fui para os 40kms. É obra!

No geral foi um belo passeio que para mim valeu principalmente pelo percurso, pelo convivio e pela sopa da pedra no final.

Abrç

DCB

domingo, 12 de setembro de 2010

"TARZAN BOY"

By Charbel

Olá a todos,


Na passada 6ª feira teve lugar mais uma sequela da volta do morcego, pois nós no Clube de BTT Trilhos da Lezíria, aproveitamos as noites agradáveis até ao último minuto!

A preparação desta volta nocturna começou bem cedinho pois a logística é um pouco maior do que o normal. Sim, é necessário recarregar as baterias das lanternas, guardar os trocos para as mines, etc, eh, eh, eh, eh...
As fotos seguintes ilustram bem, uma parte dessa mesma preparação:

Bonito, não é?
E agora perguntam vocês: - Mas....mas o que é isto? O Charbel desta vez enlouqueceu de vez? O que é que o Sushi tem a ver com o BTT? - E eu respondo: - Calma, eu não estou louco, tudo tem uma explicação! -

Pois é, eu e o Fernando Ferreira como somos muito meticulosos na preparação das voltas resolvemos entrar em "estágio", imagine-se, com um maravilhoso almoço de Sushi, visto que o mesmo é muitíssimo rico em hidratos de carbono, eh, eh, eh...
Contudo, por esta altura muita gente estará concerteza completamente baralhada com esta mistura de BTT e Sushi, intitulada de "Tarzan Boy"!!!???. Uma vez mais apelo à vossa serenidade, eh, eh, eh...

Let´s look at the trailler...

video

Estão a ver que não estou louco? O filme regista o início da volta onde se pode ver o Pégaso a preparar a sua "super-lanterna" com leitor de Mp3, cujo tema principal era "Tarzan Boy", fantástico não? Eh, eh, eh...
A delegação de Lisboa fez-se representar pelo "Grande" Pégaso, pelo Zé, pelo Hélio e também pelo Cerejo. A delegação do Porto Alto trouxe-nos o Galamba, a de Benavente o Fernando Ferreira e por fim a minha pessoa em representação da cidade de Samora.
Devo dizer que foi a maior concentração de Cannondale que vi nestas volta e duas delas iriam ter nessa noite o seu baptismo. Outra estreia no BTT também aconteceu com o nosso amigo Hélio, que se portou à altura dos acontecimentos.
Agora páraaaa tuuuuudo! Lembrei-me de um pormenor que jamais poderia deixar passar em claro dada a sua inquietante "gravidade", eh, eh, eh....
Então não é que o Galamba em vez de comparecer no local da concentração às 21H30, decidiu aparecer 45 minutos mais cedo???!!!!! Percebeu mal as horas disse ele....
Temos de o levar a uma consulta no psicólogo com a maior urgência, depois logo se vê se é necessário um psiquiatra, eh, eh, eh...

Finalmente partimos às 22H15, com um pequeno atraso, o que significa que o Galamba "secou" 1 hora e meia, eh, eh, eh...
Decorreu tudo dentro da normalidade, inclusivamente no que toca a tralhos, que o diga o Zé, pois deu um valente tralho quase parado já perto do acesso à Barrosa, localidade que nos desiludiu em virtude de não possuir um único tasco em condições de nos servir uma "mine". Fomos até ao recinto das tasquinhas de Benavente, mas infelizmente ainda não estava aberto ao público. No entanto o nosso anfitrião Fernando, lá arranjou forma de nos servirem 7 imperiais. Pena é que tivéssemos de aturar um bando de bêbados ciganos que por ali se encontravam, e que barulhentos que eles eram, dasss....
Depois foi acelerar até Samora onde nos reunimos frente ao Finex para degustarmos 7 belas bifanas, acompanhadas de mais duas ou três rodadas de imperial. Agradeço a grande disponibilidade revelada pelo João, pois estava um pouco stressado e mesmo assim confeccionou-nos as 7 belas bifanas, que àquela hora nos souberam a um manjar dos deuses.
Com tudo isto o nosso regresso a casa aconteceu por volta das 3 da manhã, um recorde absoluto, mas que valeu bem a pena pelo convívio proporcionado.

Em nome do CBTTTL agradeço a agradável companhia dos nossos amigos da delegação de Lisboa!

Por hoje é tudo, obrigado pela vossa atenção!


Grande abraço,

Charbel



quinta-feira, 9 de setembro de 2010

O RAPTO - Domingo 05/09/2010

By Charbel

Olá a todos,

No passado Domingo, reunimos uma vez mais 14 bttistas. O pelotão era composto por mim, pelo Galamba, Pedro Romão, Emanuel, Luís Mendes, Paulo (mecânico), Orlando, Diogo, Sr. Rui (AREPA), João Paulo (Azeitão), Mário (Foros-de-Salvaterra), Rui Pinheiro, também por mais dois novos companheiros cujo nome não fixei.

Saímos da cidade em direcção ao valado das Silveiras, onde tive oportunidade de efectuar uma "curta metragem".

Let´s look at the trailler...

video

Depois entrámos no canal e mesmo à saída junto da balança, surge o primeiro percalço do dia. O pequeno Diogo (filho do Orlando) ao descrever uma curva na zona de areia atrapalhou-se um pouco e deu um tralho muito feio, visto que o guiador entalou-lhe a perna provocando-lhe dores horríveis. Tentámos logo ajudá-lo e como eu trazia o Camelbag cheio de água e gelo, retirei o saco e coloquei-o sobre a perna, enquanto o Orlando ligava à esposa para tratar do seu regresso.

Após algum tempo, lá prosseguimos a nossa viagem sem os dois. Entrámos no Singletreck do canal, já do lado dos Foros-de-Salvaterra, onde tivemos um "encontro imediato de 3º grau" com um grupo de caçadores que disparavam alegremente de um lado para o outro do canal!!!??? Depois de pararem a "guerra" lá atravessámos o local.
Quando estávamos quase a chegar à Aldeia-do-peixe, verificámos que faltava gente no pelotão e então voltei para trás, cerca de 1,5 Km mas não havia rasto dos bttistas desaparecidos! Apenas voltei a ver os caçadores que por ali se encontravam. Nessa altura pensei que talvez me tivesse enganado na contagem dos bttistas e voltei à Aldeia-do-peixe, onde ao chegar sou confrontado pelo Pedro acerca do misterioso desaparecimento de dois bttistas. Então voltei para trás novamente, com ele e com o Rui Pinheiro. Chegámos novamente à zona dos caçadores e ali por perto ouviam-se sirenes de ambulâncias de forma muito ruidosa e confesso que me passou pela cabeça algum tipo de "acidente" envolvendo caçadores e bttistas. Mas não, as sirenes afastaram-se sossegando-nos a todos. No entanto o mistério adensava-se, pois não existia qualquer rasto dos dois. Não vinham a boiar no canal nem tão pouco se encontravam nas suas margens...uuuh medo!

É nesse momento que surge uma nova tese! Sim, meus amigos desta vez existiam fortes indícios de rapto e os principais suspeitos.....eram eles....sim, eles....vocês sabem de quem é que estou a falar, eh, eh, eh...
No momento seguinte sim, por fim pudemos descansar! Desta vez já vislumbrávamos ao longe a presença dos bttistas perdidos. Tratava-se do Paulo e do Mário. Afinal o Paulo estava com receio de não aguentar a volta inteira e então decidiu simplesmente parar e sem contactos originou esta grande confusão!!!????

Nesta altura o Pedro voltou para junto do restante pessoal na Aldeia-do-peixe, eu e o Rui Pinheiro, acompanhámos o Mário e o Paulo no regresso a casa. Subitamente surge a figura de um autêntico míssil em nossa direcção que quase nos fez atirar para dentro do canal, e, qual não foi o nosso espanto, quando verificámos mais descansados que afinal o "míssil" era nem mais nem menos do que o nosso amigo Orlando, que depois de entregar o Diogo, voltou em alta velocidade ao nosso encontro!!!???? Hummm, "míssil"...querem ver que lhe arranjei um nickname porreiro? Como ele já não iria conseguir alcançar o grupo da frente, decidiu vir connosco.
Em Benavente encontramos três bttistas, o Rui e o seu primo e imaginem......o Sr. Presidente! Pois é, o homem anda tão fraquinho que agora só treina às escondidas, eh, eh, eh!

Em relação ao grupo da frente, que efectuou a volta completa, até à data ainda não tive mais notícias, isto apesar das minhas insistententes diligências. Apenas me chegou um pequeno "rumor" desagradável, visto que ao que parece o Sr. Rui teve um problema já dentro de Samora e ninguém reparou deixando o homem para trás sem apoio.
Daqui temos que retirar uma lição. Antes de começarmos a andar devemos certificarmo-nos de que possuímos os contactos uns dos outros e também que devemos sempre ter a certeza de que o último elemento do grupo se encontra connosco e em segurança. Por outro lado quem fica para trás também deverá tentar alertar os companheiros que se encontram imediatamente à sua frente.


Por hoje é tudo, grande abraço!


Charbel

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

DOURO BIKE RACE 2010

By Sérgio Silva

Viva pessoal,


No passado dia 4 de Setembro eu o Hugo Cordeiro e o Zé Carlos, participamos num espectacular evento de BTT denominado por Douro Bike Race organizado por BTTistas para BTTistas.


Digo isto pois os principais mentores deste evento são bastante conhecidos (João Marinho e José Silva) no meio das bicicletas de todo o terreno, com um vasto currículo em provas internacionais tais como Ruta de los Conquistadores - Costa Rica, Transalp - Alemanha, Áustria e Itália, Cape Epic - África do Sul, Transrockies - Canadá, El Reto del Quetzal - Guatemala, Transgermany - Alemanha, várias Taças do Mundo, Campeonatos do Mundo, Taças de Portugal e Campeonatos Nacionais em que o seu conhecimento e experiência foi uma mais valia para este evento pois o percurso surpreendeu todos os participantes, quer em termos, físicos, técnicos, psicológicos e paisagísticos.


                             (O nosso amigo João Canas)

Este evento desenrolou-se ao longo da inóspita Serra do Marão, onde abundam trilhos e paisagens espectaculares para o Alto Douro Vinhateiro, património da humanidade. Tivemos ainda oportunidade de contemplar as serras que a rodeiam, Aboboreira, Alvão, Montemuro, Cabreira e até mesmo o Gerês, visível a partir deste maciço que separa o Douro Litoral de Trás-os-Montes.



                                    (Eu no final da prova)

Quanto às nossa prestações, foram boas na minha opinião, num percurso com 98 Km`s com um acumulado perto dos 3000m no meu caso posso dizer que perdi algum tempo nas zonas mais técnicas do percurso, o Hugo teve problemas na suspensão da frente pois deixou de trabalhar e o Zé Carlos partiu a corrente.

Tempos de prova:

1º Classificado Ricardo Filipe Carvalho: 5 H 49 M 22 S
2º Classificado Francisco Pereira Rosa: 6 H 12 M 19 S
3º Classificado José Henriques Mendes: 6 H 27 M 22 S
45º Classificado Sérgio Silva: 7 H 42 M 15 S
54º Classificado Hugo Cordeiro: 8 H 00 M 08 S
84º Classificado José Carlos: 8 H 47 M 41 S


Boas Pedaladas…


Sérgio Silva

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

VOLTA NOCTURNA DE 03/09/2010

By Charbel

Na passada 6ª feira realizámos mais uma sequela da volta do Morcego.

Mesmo em cima da hora combinada (21H30 frente à Ribapedal), telefona-me o Fernando Costa para pedir pormenores sobre a volta. Apesar de estar a terminar um jantar à base de ervilhas e de não ter preparado sequer um kit de luzes queria juntar-se a nós! Como somos vizinhos, fui até à sua casa e em boa hora o fiz, pois o homem é louco e apresentou-se sem capacete, luz traseira e à frente apenas levou um pequeno LED na cabeça. Lá fomos até à Ribapedal onde nos aguardavam o Fernando Ferreira, o Emanuel Barbosa e o Luís Mendes. Este último também apresentava um défice de luz à frente, mas com maior ou menor dificuldade lá fomos nós pelo singletreck do canal, findo o qual, prosseguimos em direcção ao Biscainho. Aí deu-se um pequeno desencontro, visto que o Fernando Costa, o Emanuel e o Luís, não ouviram o apelo do Ferreira para a primeira paragem da noite, falhando assim o primeiro abastecimento líquido da noite, composto pela bela “mine”, eh, eh, eh!

Mas como o seu instinto de sobrevivência é muito apurado, decidiram parar num tasco bem mais à frente e pelo tempo que demoraram a regressar, devem ter gostado.
Pacientemente, eu e o Fernando Ferreira aguardámos que voltassem até ao nosso encontro, enquanto repúnhamos os níveis de hidratação. Essa espera revelou-se muito longa e desagradável pois a noite estava fria. Parecia que os nossos amigos se estavam a divertir, mas por fim lá se juntaram a nós. Prosseguimos em direcção à barragem do Biscaínho, embrenhados na total escuridão e algo entorpecidos devido ao frio da noite.

Chegámos por fim ao segundo “posto de abastecimento líquido” onde costumamos ser bem recebidos e onde já ninguém estranha a nossa presença a horas "impróprias", em cima das bikes e com luzinhas por todo lado, eh, eh, eh! O nome desse sítio é que muito honestamente não sei, e não se pense que esse desconhecimento está directamente relacionado com o primeiro abastecimento, eh, eh, eh!

A partir daí fizemos um autêntico sprint até Samora, como que possuídos pelo demónio! Já em Samora, entregámos o Emanuel, pois já não eram horas para ele andar na rua e seguimos o Fernando Costa até ao 3º e último abastecimento da noite no bar do Finex, de onde saímos às 2H00 da manhã.

Foi uma volta de cerca de 70 Kms a um ritmo muito calmo e agradável, apesar do frio que já se faz sentir. A partir de agora convém levar roupa mais quente pois a noite arrefece muito rapidamente.


Por hoje é tudo, grande abraço!



Charbel